Categorias
Política

Sergio Moro

É como já li uma vez, depois de tudo acontecido, tudo fica muito óbvio.

Bolsonaro venceu a eleição com o apoio direto de muita gente, grupo dentro do qual não estava Sergio Moro.

Moro é um grande brasileiro, sem dúvida, mas é juiz, um tecnocrata, não é político. É uma personalidade sofisticada demais para sujar as mãos na política. Tentou e não deu certo.

Hoje ficou então, óbvio, que Bolsonaro não precisava ter convidado Moro para seu ministério. Quis reforçar uma certa autoridade moral de seu governo, porém não precisava disso; a eleição já estava ganha. Tivesse hoje um anônimo qualquer como Ministro da Justiça, não estaria o presidente passando por isso.

E ficou também óbvio que Moro jamais deveria ter sujado as mãos na política. Largou uma carreira exitosa de 22 anos como juiz para participar de um projeto político novo, não testado, de um presidente na melhor das hipóteses muito chão de fábrica. Foi ingênuo; acreditou, e hoje se vê a deriva, desligado de sua promissora carreira jurídica.

Vale comentar que durante seu ministério, o considerei muito pouco combativo, muito diplomático demais vendo seus projetos ruírem com intromissões de STF e Congresso sem qualquer tipo de reação mais enérgica.

Deixou para combater, ao fim, aquele que lhe deu voto de confiança; aquele que lhe defendeu publicamente durante a vaza-jato; com um anúncio público de demissão que, se não teve a intenção, pareceu bem traiçoeiro; caiu atirando, enviou prints de conversas particulares para o Jornal Nacional, demonstrando que definitivamente, como ele mesmo afirmou, pensa mais em si mesmo e em sua biografia;

Olhando agora, eu que sempre respeitei a figura de Sergio Moro sem nunca ter, porém, externado rompantes de empolgação com seu suposto heroísmo, vejo o óbvio, que sempre tinha algo nele que me incomodava, suas palavras não pareciam dizer o que pensava, me pareciam sempre pouco confiáveis, calculadas.

Repito que Moro é sem dúvida um grande brasileiro, tem serviço prestado à nação. E talvez justamente por isso, seu ego agigantou-se demais para permanecer sujeito a uma liderança maior.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *